Vida Saudável

Microbiota Intestinal

Microbiota Intestinal

De 10 anos anos pra cá, um estudo muito aprofundado tem sido feito a respeito da microbiota.

E esse tema tem grande relevância em discussões em congressos internacionais.

O que é isso e qual a sua importância?

A microbiota é composta de vivos que habitam em nosso organismo, totalizando mais de 100 trilhões de seres, bactérias, vírus e fungos, que só no intestino representam mais células do que toda a população humana.

Interessante, né?

Então nosso organismo não é formado apenas pelas nossas células, e sim por trilhões de bactérias, vírus e fungos que habitam em nosso corpo.

E cada ser humano tem uma variedade muito peculiar, dependendo de diversos fatores.

Nós dependemos das nossas bactérias e elas dependem de nós.

Você sabia que toda essa população tem papel fundamental no nosso emagrecimento, saúde, imunidade e bem estar?

Elas ajudam a absorver melhor os nutrientes, produzir hormônios importantes, regulam nosso apetite e melhoram principalmente nossa imunidade.

Quando começamos a cultivar nossa microbiota?

Desde nossa infância, começamos a ser colonizados por esses seres.

Já no útero de nossa mãe e no dia do nosso nascimento, passando pelo canal vaginal no momento do parto e recebendo leite materno.

Pessoas que por qualquer motivo não nasceram de parto vaginal ou não receberam leite materno, já tem alterações significativas na microbiota, resultando em aumento de chance obesidade futura, aumento de alergias e diminuição da imunidade, aumentando gripes, resfriados e outras infecções recorrentes.

Só o fato de ser amamentado, ganhamos mais de 600 tipos de bactérias boas!!!

A variedade e diversidade é fundamental para saúde e manutenção do metabolismo, estudos demonstram maior perda de peso em indivíduos com maior diversidade de microbiota!

Quando tomamos antibióticos, há morte de todos esses microorganismos, bons e ruins.

Estudos mostram que pessoas que fizeram uso recorrente de antibióticos na infância e na vida adulta apresentam desequilíbrio grande na microbiota com inúmeros prejuízos.

Você sabia que há estudos em que foi visto que tomar 3 dias de antibióticos alterou a flora intestinal dos indivíduos por até 2 anos? Muita alteração né? Por isso façam uso de antibióticos com o máximo de cuidado!

Além disso, tudo o que ingerimos alimentam nossa microbiota para o bem ou para o mal.

Se elas forem alimentadas de forma ruim, há um desequilíbrio na microbiota, que chamamos de disbiose intestinal, pois há diminuição das bactérias saudáveis e aumento das ruins, o que causa: inflamação, aumentando obesidade, doenças auto-imunes, cardiovasculares, fadiga e até depressão e alteração neurológica.

Pois é no intestino, via bactérias intestinais, em que se produz 90% da serotonina, um hormônio responsável pela nossa sensação de bem estar e felicidade; e também outros neurotransmissores importantes para o nosso cérebro.

Com o desequilíbrio da nossa microbiota, até nossas decisões alimentares são alteradas, pois as bactérias se alimentam do que nós comemos.

Se tivermos aumento dos seres ruins nossas escolhas serão sempre piores: doces, gorduras ruins, embutidos. Com uma microbiota equilibrada, não temos episódios de compulsões alimentares e decisões equivocadas.

Interessante né?

E aí, como então podemos conviver como uma microbiota saudável? Que nos proporciona melhor qualidade de vida?

É impossível melhorar nossa saúde sem olhar para nosso intestino e nossas bactérias!

Gostou do conteúdo? Então assista o vídeo que gravei a respeito do assunto:

 

Ver essa foto no Instagram

 

#medicina #nutrologia #obesidade #jundiai #saude #microbiota #microbioma #emagrecimento #amamentacao #nutricao #medicinaintegrativa #medicinafuncional

Uma publicação compartilhada por Mariana Fischer – Nutrologia (@dramarianafischer) em

Gostaria de dizer que é possível fazer uma alteração em toda sua microbiota. E esse será o tema do próximo vídeo.